Ir para conteúdo

Os Melhores


Conteúdo popular

Mostrando conteúdo com a maior reputação desde 24-12-2019 in todas as áreas

  1. 1 ponto
    Bom pessoal, esse é um assunto bem particular pq varia de pessoa pra pessoa, mas no meu caso foi assim: Andava fumando e cheirando demais, beck era uns 5 por dia (fumava até pra trabalhar) e o tey era todo fim de semana (sexta, sábado e domingo), praticamente eu nem dormia no fds. Vi que não valia a pena o dinheiro que eu gastava pra ter uma brisa dahora e depois ficar na mó bad então de alguma forma parou de ser bom, mesmo sendo ''viciado''. Meu nariz sangrava direto, tive pensamentos suicidas e minha memória bem judiada, mesmo assim continuei e só foi piorando, até que cheguei no meu LIMITE, e decidi parar com o ''excesso'', cortei a maconha e a cocaína. Hoje faz 2 meses que estou ''limpo'', sei que tá um pouco cedo ainda mas o resultado tá sendo assustador: Me sinto bem comigo mesmo, meu nariz já não dói, meu relacionamento com as pessoas e minha família estão melhorando, não me sinto irritado, não me sinto triste, minha habilidade no trabalho está bem melhor (por causa da memória boa e bem-estar), me sinto mais disposto e nunca me SENTI TÃO BEM!! Me sinto mais feliz do que aquela ''falsa felicidade'' que, principalmente a cocaína dava. Conclusão: Maconha é inofensiva e não faz mal? Concordo, MAIS TUDO EM EXCESSO FAZ MAL SIM! Cocaína então nem se fala, te leva 1 degrau pra cima depois te afunda em 5. Lembrando que, não sou careta, fiquei nessa vida de excesso praticamente 4 anos, então eu sei bem do que estou falando. Quer usar? Usa, mais tenha em mente que nem você e nem seu psicológico é de ferro, não se deixe levar pela vontade momentânea (que é grande), depois que essa vontade passa, você percebe que foi melhor não se entregar. Ainda gosto? AMO (kkkk risos aparte) mas... sem planos pra voltar a fumar o baseadinho e esticar uma carreirinha. Tô ótimo assim!
  2. 1 ponto
    1. Certifique-se de inserir o canudo no alto da passagem do nariz antes de cheirar. Isso reduz a quantidade de cocaína que fica presa no nariz. A cocaína deixada na narina pode levar à irritação e um septo danificado - e, até mesmo, pode perfurá-lo. 2. Alterne as sessões entre as duas narinas e, após cheirar, enxague bem suas narinas para limpar qualquer cocaína que possa ter ficado no seu septo. 3. Certifique-se de deixar o pó o mais fino possível (quebrando aquelas pedrinhas) para evitar danos às narinas. 4. NÃO COMPARTILHE canudos. Pequenas (invisíveis) manchas de sangue estão frequentemente presentes nos canudos e podem estar infectadas com HIV ou hepatite C. 5. Não use notas de dinheiro enroladas. Essas notas estão longe de serem limpas e podem transferir várias infecções quando inseridas no nariz. 6. Você sabe que não vai se sentir ótimo no dia seguinte, então planeje um dia de recuperação tranquilo e agradável após fazer uso da droga. 7. Depois de usar, tente dormir bem e certifique-se de beber muita água e/ou suco. 8. Uma maneira de reduzir seu uso é estabelecer regras para você, como nunca usar antes de uma determinada hora do dia. 9. Faça uma boa refeição antes de começar a usar (já que pode demorar um pouco antes de comer bem novamente). 10. EVITE beber e usar cocaína. A mistura de cocaína com álcool e outras drogas aumenta significativamente os riscos. As pessoas que usam álcool e cocaína em conjunto estão em risco mais elevado de ataque cardíaco (álcool e cocaína combinam no corpo e formam uma substância tóxica no fígado chamada de cocaetileno). 11. O uso da cocaína é mais arriscado para as pessoas com doenças cardiovasculares, por isso, verifique sua saúde cardiovascular e, se tiver algum grau de doença, o ideal é que NÃO USE ou, pelo menos, tente reduzir ao máximo seu consumo. Evitando uma Overdose de Cocaína: - A overdose de cocaína nem sempre depende da dose; Às vezes, uma pequena quantidade pode causar sintomas perigosos. As variáveis que aumentam sua probabilidade de sofrer uma overdose incluem seu estado de espírito (sensação de ansiedade), seu estado de privação de sono, seu estado de privação de alimentos ou desidratação e/ou o uso de outras substâncias com a cocaína. - Ao usar uma cocaína de fonte desconhecida sempre tente uma pequena quantidade primeiro para testar a potência. - Evite misturar cocaína com opiáceos. A mistura de cocaína com álcool ou outros sedativos também aumenta os riscos fatais de overdose. - A overdose de cocaína é geralmente de natureza cardiovascular (ataque cardíaco, AVC ou arritmia grave). Para evitar uma overdose fatal, você deve evitar o uso de cocaína sozinho e procurar ajuda médica se sentir necessidade. Sinais de Overdose de Cocaína: - Náusea e vômito. - Desmaio. - Temperatura elevada do corpo e transpiração intensa. - Batimento cardíaco acelerado - Qualquer sinal de ataque cardíaco, como dor torácica (aperto no peito). - Dor de cabeça intensa. - Câimbras musculares. - Incapacidade de urinar. - Falta de ar ou respiração irregular. - Tremores ou convulsões ou sinais de convulsão, como baba, espuma, espasmos de membros ou rigidez. - Dentes rangendo. - Sinais de AVC, tais como: uma incapacidade repentina de falar de forma coerente ou entender o que outras pessoas estão dizendo, fraqueza súbita ou perda de sensação no rosto, braços ou pernas (geralmente em um lado do corpo), perda súbita de equilíbrio ou coordenação e/ou dificuldades para enxergar. Adaptado e traduzido por: Marianna Albuquerque Fonte: https://www.choosehelp.com/topics/harm-reduction/36-cocaine-and-crack-harm-reduction-strategies
  3. 1 ponto
    Guia criado pelo The Third Wave , com base em informações do famoso livro “The Psychedelic Explorer's Guide: Safe, Therapeutic, and Sacred Journeys” de James Fadiman, um psicólogo e escritor americano reconhecido por seu extenso trabalho no campo da pesquisa psicodélica e um estudioso das microdoses. Neste artigo, mergulharam de cabeça em descrições para cada "S" e por que é fundamental manter todos os eles em mente para uma grande e segura experiência psicodélica. ________________________ >>Set: O 'Set' Inclui a preparação e as expectativas suas e do seu guia, antes de embarcar em uma experiência psicodélica. Antes de uma experiência psicodélica, deve-se fazer uma série de preparativos. Primeiro, é preciso abordar a experiência psicodélica como uma experiência de três dias, e não uma trip de um dia. No primeiro dia, reserve tempo para autorreflexão e passe parte do dia na natureza. No segundo dia, a substância e o terceiro comece a integrar a experiência e a registrar suas descobertas e percepções. Durante o primeiro dia, registre seus pensamentos relacionados à experiência: • Quais são seus conceitos sobre experiências psicodélicas? • O que você espera que ocorra durante a trip? • O que você espera aprender? Compreender algo? Resolver algo? • Quais são seus objetivos? Você tem objetivos espirituais? Objetivos psicológicos? Objetivos sociais? Recreativos? Discuta esses pensamentos com uma pessoa confiável. Ela pode esclarecer quaisquer preocupações que você possa ter, ajudando você a experimentar uma sensação mais profunda de calma. ________________________ >>Setting: O ‘setting’ é o ambiente em que ocorre a trip. Inclui o ambiente físico e o espaço para a trip. Se você decidir usar dentro de casa, sozinho (não recomendável para pessoas com pouca experiência), leia o outro artigo abaixo: COMO SE PREPARAR PRA UMA EXPERIÊNCIA PSICODÉLICA SOZINHO! Se for usar ao ar livre, a substância criará uma experiência mais extrovertida. Se ligar à natureza torna-se uma parte essencial da experiência. No entanto, mesmo se estiver ao ar livre, certifique-se de que haja um espaço para se deitar. Muitas trips combinam essas duas atmosferas. Eu tive muitas viagens onde eu começo minha viagem fora de casa e me retiro para um ambiente interno mais tarde. Alternativamente, pode-se experimentar o período mais intenso de uma viagem de LSD num ambiente interno e, então, explorar a natureza. Em termos de atmosfera, a música é crítica para uma experiência esclarecedora. Na verdade, de acordo com o livro de Fadiman: ""A maioria das culturas que usam plantas para se curar ou revivificar espiritualmente, usa música facilita a transição de um nível de consciência para outro e para aumentar o sentimento de segurança, fornecendo suporte não verbal"". Fones de ouvido ou um sistema estéreo funcionarão. Separe sua playlist com músicas que te deixam tranquilo. Não necessariamente um Psytrance com bpms elevados serão legais na primeira experiência. Tente optar por músicas mais suaves. Ao colocar para tocar sua playlist, fechar os olhos aumentará o impacto. Para melhorar a experiência, use um tapa olho, um travesseiro ou um pano macio para criar uma sensação de escuridão completa. Evite músicas com letras após a primeira hora. Pode ser uma distração Aproveito para recomendar um grupo: “Músicas para viagens enteógenas”: ________________________ >>Substance (substância): Qual substância você está usando? Qual a dose ? Você conhece sobre ela? Conhece a duração? Os possíveis efeitos? Testou antes de usar? Todas as respostas são guias para os outros "S". CATEGORIA DE INFORMAÇÕES SOBRE PSICODÉLICOS CATEGORIA DE DÚVIDAS SOBRE PSICODÉLICOS ________________________ >>Sitter (guia / cuidador): Você tem um guia para a sessão? Alguém para cuidar de você? Para qualquer usuário de psicodélicos (especialmente um novo usuário), recomenda-se um “sitter” para sua viagem. Um guia ideal é alguém que tenha uma vasta experiência com a substância pretendida . Os guias devem estar sóbrios. É como o motorista da rodada. Ele atua como uma figura reconfortante no meio de uma experiência desorientadora. Ele ou ela cuida da configuração física, monitora a música e, o mais importante, atua como um pilar sensível de apoio para o viajante. Se você não tem um sitter, você deve gerenciar mais ainda os outros 5 S's. Além disso, como ajuda adicional, pode ser uma boa ideia alistar a ajuda de algum outro amigo, mesmo que ele ou ela não tenha experiência com o uso de psicodélicos. E se ainda assim for usar sozinho, veja: COMO SE PREPARAR PRA UMA EXPERIÊNCIA PSICODÉLICA SOZINHO! 6 PASSOS PARA AJUDAR ALGUÈM EM UMA EXPERIÊNCIA PSICODÉLICA DIFÍCIL CRISE PSICODÉLICA ________________________ >>Session (sessão): Sessão refere-se ao tempo geral para uma viagem e aos aspectos particulares de uma viagem. Uma das maiores incógnitas para novos usuários de psicodélicos é como a viagem se desenrolará. A maioria das pessoas que desejam usar entende a infinidade de benefícios associados ao seu uso, mas poucos indivíduos estão familiarizados com a progressão horária de uma sessão. O que acontece uma vez que você coloque o pequeno pedaço de papel em sua língua? Enquanto os detalhes precisos de cada viagem variam de acordo com o indivíduo, os estágios gerais permanecem os mesmos. De acordo com o livro citado no começo do artigo, existem seis etapas para uma sessão psicodélica (com LSD, no caso): • Ingestão • Onset • Se deixando levar • Platô • O repouso tranquilo • O fim formal da sessão -Etapa 1 e 2: Ingestão e o onset: Os estágios 1 e 2 demoram cerca de uma hora. Depois de consumir o LSD, use esse tempo restante (1 hora) para conversar com o seu sitter. Há algum pensamento adicional que você tenha relacionado à experiência? Pergunte sobre eles. Você se sente ansioso? Expresse essa ansiedade. É melhor expressar todas as preocupações antes que o psicodélico comece a afetar você. Uma vez que você começa a sentir os primeiros efeitos, você pode querer se deitar. Se você escolheu um setting interno, como sua casa, isso será fácil. Durante esse início, tente estar em um estado de relaxamento. Observe sua respiração como uma espécie de exercício meditativo. Essa é a hora de tocar a sua playlist separada pra trip. Sua consciência da realidade em breve irá ser afetada. Você começará a perder o controle. Um pequeno estado de embriaguez começará a afetar você. Faça respirações profundas e meditativas, observando os cinco sentidos. Como parte desse início, sua mente também será bombardeada com novos pensamentos. Tente não se surpreender. Em vez disso, aproveite a onda de imagens e impressões. Observe-os como um curioso espectador. Não tente controlá-las. -Etapa 3: Se deixando levar: Após a compilação inicial vem o estágio que é chamado de ""Opening e Letting Go"" no livro de Fadiman. Durante esta fase, sua mente é consumida com os efeitos do LSD. O terceiro estágio geralmente dura 3-4 horas e joga o usuário em um mundo desconhecido. Você deve se soltar completamente durante o estágio três. Jogue fora todos os pensamentos, sentimentos e preocupações que você não precisa para a trip. Libere-se todas as expectativas sobre a sessão. Deixe de lado quaisquer preocupações pessoais ou questões pessoais. Deixe de lado cada experiência, sentimento ou evento visual. Quando você deixa o controle, você se habilita a experimentar essa nova dimensão da realidade. A sua consciência dessa realidade alternativa se aprofunda, e você entra completamente no coração da viagem psicodélica. Ao se deixar ir, você pode sentir sentimentos incomuns, um pouco preocupantes. Esses sentimentos podem ser físicos ou emocionais. Em trips de amigos, alguns descreveram esses sentimentos como ""estranhos"" e ""incomuns"". Se seus pensamentos começam a te assustar, fale com seu sitter para obter apoio. Peça ajuda se precisar. -Estágio 4: Platô No estágio quatro, você se acalmou para o seu novo estado de espírito. O efeito agora te permite sentir-se normal em vez de alienígena. Quando você entrou nesta etapa adicional de liberdade, sinta-se livre para novos movimentos. Durante esta fase, você sentirá como se você pudesse funcionar novamente dentro dos reinos normais da sociedade. A realidade parece menos inacessível, mas você ainda se sentirá “chapado”. Mesmo que o clímax da sua viagem tenha passado, você continuará a experimentar novos conhecimentos sobre a vida. Aproveite esta oportunidade para fazer o que quiser. Se você deseja ficar quieto e ouvir música, então faça isso. Se você quiser se levantar e caminhar, sinta-se livre. O estágio do platô é de 2-3 horas. -Fase 5: O repouso tranquilo: Como a característica definidora do estágio quatro é a aclimatação, a característica definidora do estágio cinco é uma reatividade lenta com a realidade. Seu estado de embriaguez começa a se dissipar e sua capacidade de pensamento racional reaparece. O estágio cinco é um excelente momento para fazer um trabalho pessoal. Você poderá integrar grande parte de sua experiência aprendida na vida cotidiana. Faça um diário e anote qualquer conhecimento da sua viagem. O estágio cinco também é um excelente momento para sair e desfrutar da natureza. Um dos sentimentos universais provocados pelos psicodélicos é uma unidade com a natureza. Experimente essa união com árvores, plantas, animais, represas, lagoas, cachoeiras ou a própria Terra. -Etapa 6: O fim, formal, da sessão: À medida que seu estado de embriaguez continua a diminuir, você ainda experimentará novos pensamentos e padrões de sua viagem ao LSD. Observe estes pensamentos. Anote-os se você se sentir inclinado. O fim de uma trip de LSD muitas vezes traz um sentimento de imensa gratidão e apreciação pelas relações em sua vida. Você sentirá uma onda de amor e aceitação de pessoas próximas a você. Se você deseja chamar essas pessoas, limite suas chamadas para aqueles que têm experiência com psicodélicos. O final de uma sessão formal também é um excelente momento para integrar o que você experimentou. Pegue um diário, crie certas categorias de vida (social, psicológica, hábitos, etc.) e anote quaisquer pensamentos relacionados a eles. Tenha em mente, estas são visões muito gerais das diferentes fases. Em cada estágio, a experiência pessoal será diferente com base no indivíduo. ________________________ >>Situation (situação): A ""situação"" refere-se a como o usuário integra a experiência em sua vida. Começa com o final da sessão formal e se estende por semanas, ou mesmo meses. Faça um esforço para descobrir o que mais lhe interessou na sua experiência: Você teve alguma visão inovadora sobre seus hábitos, ações diárias ou processos de pensamento? Há pessoas na sua vida a quem você deve chegar? Ou, alternativamente, pessoas que o trazem algum negativismo e você deve cortar? Seja paciente consigo mesmo ao tomar essas decisões. Não faça grandes mudanças de vida nas primeiras semanas. Em vez disso, dê tempo para integrar sua experiência. A exceção seria parar comportamentos tóxicos, como o consumo excessivo de álcool ou outras drogas. Se você pretende conversar com os outros sobre sua experiência, entenda que muitos não estarão interessados. Lembre-se, sua viagem psicodélica é principalmente uma experiência interna. Mantenha interna. Cresça com isso. Use-a para ajudá-lo a alcançar um nível mais elevado de autoconsciência. Você pode usar nosso fórum para relatar. Veja a categoria de relatos: CATEGORIA DE RELATOS SOBRE PSICODÉLICOS ________________________ Complemento: Quando devo usar novamente? Como com outras experiências positivas, você pode ter vontade de usar novamente. Depois de tomar o LSD pela primeira vez, experimentei muitas vezes ao longo dos anos seguintes. Eu tinha 18 anos na época e, se eu pudesse voltar, abordaria minhas experiências psicodélicas com mais cautela. Depois de começar a estudar mais, ainda usei muitas vezes todo fim de semana, também me arrependo. Hoje, eu entendo que deve ser usado com um propósito, como um ritual, mesmo que seja numa frequência maior. Um período de tempo confortável para a maioria das pessoas é de pelo menos 3 meses. Isso, se tratando de experiências com doses elevadas, não estou aqui para ditar nenhuma regra. Mas com minhas experiências eu acho que é necessário esse tempo para integrar a aprendizagem e os conhecimentos em sua vida quando se tem uma experiência muito forte. ________________________ Fonte: https://thethirdwave.co/set-setting-lsd/ Recomendações: REVISITANDO A TERMINOLOGIA SUBSTANCE, SET & SETTING
  4. 1 ponto
    1- pó de biqueira raramente vai dar overdose pela pequena % de coca pura que contém (15-25%), o risco são os aditivantes 2- aprendam a lavar com acetona que vc já retira 80% das misturas e vai mandar um pózinho bem mais massa hahaha 3- a brisa de passar na gengiva (aqui isso eh comum, sorry) acaba danificando também a gengiva, cuidado 4- se esfarelou rápido, não é só coca 5- se foi barato não é só coca 6- se não tá branco NÃO É MESMO só coca 7- água com gás ajuda PRA KRL quando vc tá naquele nível de pegura que chega a suspirar e ofegar 8- banana ajuda pra quem tem aquelas câimbras fudidas no outro dia (sim, é por conta do pininho kkkk) no resto, não se matem hahaha e boooora /
  5. 1 ponto
    Fui usuário de cocaina por 10 anos. Consegui interromper o uso algumas vezes por meses, mas sempre vinham as recaídas. Julho do ano passado, já tomando cerca de 5 a 7 substâncias diariamente, entre cocaina, remédios controlados, álcool, o que tivesse, decidi me internar e tomar IBOGAINA. Ali minha vida mudou. O que eu digo. O vício é um padrão comportamental estabelecido. A experiência psicodélica consegue causar um caos temporário que acaba com essa estrutura do vício, talvez pela ação na neuro química, como é o caso da Ibogaina, e também pela própria experiência que provoca vários insights e reflexões. Em breve deixarei meu relato detalhado sobre os 3 dias de experiência com a Ibogaina em uma clínica no interior de SP.
  6. 1 ponto
    Legal, Diogo! Isso que você fez, de parar de usar as substâncias, vai além da redução de danos porque vc decidiu cortar totalmente, pois, como você mesmo disse, estava te levando ao seu limite. Acho que a melhor parte do seu relato é quando você reconhece que não foi só a cocaína que te levou pro buraco, a maconha também. Conheço gente que fuma maconha todo dia e julga quem cheira cocaína de vez em quando. Quem é o verdadeiro viciado? Acho que o problema não está na droga em si e sim na pessoa que está usando ela. Um copo de cerveja pra mim pode ser suave, já pra um alcoólatra pode ser o fim. Isso serve pra qualquer droga. Fico chocada como as pessoas demonizam certas drogas e você não fez isso. Parabéns! ? Enfim, espero que continue bem e firme nesse novo caminho que escolheu pra sua vida!
  • Newsletter

    Quer se manter atualizado com todas as nossas últimas notícias e informações?

    Cadastre-Se
×