Ir para conteúdo
telpas

Fim da politica de drogas/redução de danos

Posts Recomendados

A REDUÇÃO DE DANOS NÃO SE OPÕE A ABSTINÊNCIA.

Clareza nas palavras do querido Luiz Fernando Tófoli.

"Entendo como derrotista divulgar a notícia de que Jair Bolsonaro “decretou o fim da redução de danos”, como se a RD dependesse de chapa branca para existir. Vários dos núcleos que divulgam isso agora nunca se preocuparam em tornar a RD uma política viável no Brasil por anos e anos.

Destroi-se de forma irresponsável a política de drogas, influenciado por outro fanático, o Ministro da epidemia fake de drogas, Osmar Terra, e seu psiquiatra manicomial a tiracolo, Quirino Cordeiro Jr, alçado ali pela não menos reacionária Associação Brasileira de Psiquiatria.

Entretanto, a redução de danos é uma necessidade. Ela não cessará de existir e resistirá. Não se elimina por decreto o que se manifesta por demanda clínica. Na vida real sempre haverá quem não queira ou não possa parar o uso de drogas e necessitará da RD.

A ideia idiota de que a redução de danos se opõe à abstinência só tem sentido em mentes fanatizadas por viseiras ideológicas ou para quem tem muito dinheiro a ganhar com a ideia de que o tratamento para o uso problemático de drogas se baseia somente em manter abstinência.

E por mais que se lamente agora, é bom entender também que os governos anteriores tiveram falhas em estabelecer de forma competente programas plurais e com diversas metas, como em outros países, onde essa briga brasileira estúpida entre RD e abstinência não faz o menor sentido.

Mas agora é isso, inverte-se o sentido do vetor e sobreviver ao pesadelo que é o governo Bolsonaro e a corja de oportunistas e tresloucados que se juntaram a ele se torna um exercício diário de redução de danos. Necessidade e demanda para ela é que não irão nos faltar."

Presidente da República assina decreto que aprova a Nova Política Nacional sobre Drogas:
https://www.abp.org.br/noticias/aprovacao-nova-pnad

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post

Mais um texto, agora da Rebeca Lerer:

"As políticas de redução de danos começaram no Brasil em 1989, quando o uso de drogas (cocaína) injetáveis estava associado à disseminação do vírus HIV. Com a distribuição de seringas descartáveis, preservativos e práticas de acolhimento, somada à políticas públicas responsáveis desenvolvidas pelo Ministério da Saúde, o Brasil virou exemplo mundial no controle do HIV.

Nesses 30 anos, o foco da RD foi mudando junto com o contexto brasileiro de uso de drogas. Hoje, muitos redutores de danos atuam junto à pessoas em situação de rua que usam drogas, especialmente álcool e crack. No caso desses usuários, a RD também articula a redução da pobreza e acesso à moradia e assistência social. Em outra frente, a RD aparece nos festivais e eventos de música eletrônica para alertar sobre sintéticos como LSD e MDMA contaminados com outras substâncias e educar sobre o consumo responsável de drogas.

Ontem, o governo Bolsonaro editou a sua 'nova' política nacional de drogas que apaga o conceito de Redução de Danos, um retrocesso concreto de pelo menos 3 décadas.

Não existe lei ou decreto governamental que garanta uma 'sociedade protegida das drogas' - o consumo de drogas continua aumentando em praticamente todo o mundo após mais de um século de proibicionismo burro. A humanidade nunca foi nem nunca será abstinente, isso é impossível. Da mesma forma, não existe lei ou decreto que acabe com a redução de danos porque enquanto houver empatia e solidariedade, haverá cuidado em liberdade.

Tire seu ódio do nosso caminho porque continuaremos a usar drogas e reduzir danos, dando exemplo de autonomia e soberania sobre nossos corpos e mentes."

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post

Triste notícia mas já era esperada a perseguição por parte de um governo composto por um asno, que nem pra lixo serve, rodeado de militares fascistas, crentes lunáticos,  ruralistas safados e um bando de seguidores totalmente ignorantes dos conceitos básicos de viver em sociedade.  Como se diz aqui pelas ruas a quem votou nele: "faz sinal de arminha agora, faz"... 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Estatísticas dos Fóruns

    1.765
    Tópicos
    15.121
    Posts
  • Estatísticas de Usuários

    9.481
    Membros
    149
    Recorde Online
    Sadra Lima
    Membro Mais Novo
    Sadra Lima
    Registro em
×