Ir para conteúdo
preparty

HORMÔNIOS FEMININOS, RECEPTORES DE SEROTONINA E PSICODÉLICOS

Posts Recomendados

 77.thumb.jpg.113b4969b43de8bf4402098df49208e9.jpg

Os hormônios femininos afetam a ligação ao receptor de serotonina. Isso significa que há um efeito comitiva (entourage effect) exclusivamente feminino com os psicodélicos?

Tradução livre de um artigo do Psychdelic Science Review, com as palavras, Barb Bauer

O potencial dos psicodélicos para tratar doenças mentais e melhorar a vida cotidiana continua sendo uma área de interesse para pesquisadores e pessoas de todas as esferas da vida. Além disso, as necessidades e preocupações com a saúde das mulheres estão surgindo na vanguarda, como áreas que precisam de atenção especial ao estudar psicodélicos.

O PSR publicou recentemente dois artigos que estão abrindo a conversa sobre mulheres e psicodélicos; Mulheres e psicodélicos: o panorama geral (já traduzido pelo PreParty) e psicodélicos e saúde da mulher. Como parte desses artigos voltados para mulheres, a PSR está fazendo a pergunta principal: existe um efeito de comitiva somente para elas? Este artigo ajudará a responder a essa questão examinando mais de perto a interação entre os hormônios femininos e o receptor de serotonina 5-HT 2A, o maior responsável pelos efeitos psicodélicos das substâncias como LSD e Cogumelos mágicos. Extrapolar essas informações para o que se sabe sobre o funcionamento dos psicodélicos fornecerá informações adicionais sobre o efeito comitiva em mulheres.

O que é o efeito comitiva?

O PSR publicou artigos discutindo o efeito de comitiva em cogumelos mágicos e secreções de sapos, que abordam mais detalhes sobre esse fenômeno. Resumidamente, o termo efeito de comitiva surgiu da pesquisa sobre maconha medicinal. Ele descreve os compostos da cannabis trabalhando em sinergia para produzir um efeito geral diferente de por exemplo, somente o CBD.

Por exemplo, em 1974, pesquisadores observaram em humanos e animais que os efeitos da maconha eram 2 a 4 vezes maiores do que o que seria esperado apenas com o THC [1] (THC, também conhecido como tetra-hidrocanabinol ou ∆9-THC, o principal agente psicoativo da maconha). Os autores deste estudo declararam: “É sugerido que possa haver potencialização dos efeitos do ∆9-THC por outras substâncias presentes nessas amostras.” Mais recentemente, um artigo de 2011 publicado no British Journal of Pharmacology fornece uma revisão abrangente da ciência da sinergia da cannabis na época. [2]

O principal argumento é que é fundamental considerar a variabilidade química em compostos naturais na pesquisa farmacêutica. Compreender produtos químicos individuais é importante. Ainda assim, ainda há muito a aprender ao examinar como eles funcionam juntos e nos receptores de serotonina no cérebro, como o 5-HT 2A. E ao ponto, os hormônios femininos acrescentam outra camada de complexidade à equação, exercendo seus efeitos sobre esses receptores.

A relação entre hormônios femininos e o receptor 5-HT 2A

Aqui estão alguns exemplos da literatura que mostram as interações intrigantes entre hormônios femininos e o receptor de serotonina 5-HT 2A .

  • Pesquisas mostraram que o estrogênio aumenta a densidade dos locais de ligação do 5-HT2A no cérebro, particularmente no córtex olfativo frontal anterior, cingulado e primário, e no núcleo accumbens, áreas do cérebro que são responsáveis por controlar o humor, o estado mental, emoção, cognição e comportamento. [3] Essas observações explicam por que os medicamentos que bloqueiam os receptores 5-HT2A (por exemplo, fluoxetina) e a terapia com estrogênio podem ser eficazes no tratamento dos sintomas da síndrome pré-menstrual. Curiosamente, essa relação entre os níveis de estrogênio e os locais de ligação ao 5-HT2A também pode dar pistas sobre as diferenças de gênero observadas na esquizofrenia e depressão, ou seja, as mulheres são diagnosticadas com essas condições com mais frequência do que os homens.
  • Em um estudo de 2000, os pesquisadores descobriram que o estradiol (um dos três tipos de estrogênio nas mulheres) combinado com a progesterona aumentou o potencial de ligação dos receptores 5-HT 2A no córtex cerebral de mulheres na pós-menopausa. [4]
  • Pesquisas indicam que essa interrupção dos níveis de estrogênio durante a menopausa pode levar à desregulação da via de sinalização do BDNF-5-HT 2A no cérebro e causar uma plasticidade sináptica enfraquecida. [5] Os autores afirmam que essas alterações predispõem o cérebro a ser suscetível à depressão.
  • Um artigo de revisão de 2005 da BMC Women's Health integrou informações de estudos em endocrinologia, biologia molecular, neurociência e epidemiologia. [6] Seus resultados indicaram que a serotonina pode mediar os efeitos do estrogênio. Os autores declararam: "Nossa hipótese é que alguns dos efeitos fisiológicos atribuídos ao estrogênio podem ser uma consequência de alterações relacionadas na eficácia da serotonina e na distribuição de receptores".
  • Em ratos, o estradiol, em combinação com uma dose baixa de progesterona, aumentou a expressão gênica do mRNA do receptor 5-HT2A no circuito da região CA2 do hipocampo ventral em 43% 7 (o hipocampo no cérebro é importante a curto e a longo prazo ma memória espacial). O estrogênio combinado com uma dose mais alta de progesterona aumentou a expressão do gene em 84% na região CA1. Curiosamente, a expressão do mRNA no córtex frontal não foi afetada pelos hormônios.

Os estudos acima representam apenas uma fração das informações científicas que investigam os efeitos dos hormônios femininos em um tipo de receptor de serotonina. Existem mais 13 receptores de serotonina nessa família, [8] que podem ter uma variedade de respostas aos hormônios femininos (além de uma deficiência ou falta desses hormônios). Além dessa complexidade, considere como a modulação alostérica dos receptores de serotonina pode influenciar os efeitos do estrogênio, progesterona e psicodélicos.

O que isso significa para os efeitos que os psicodélicos têm nas mulheres?

Os cientistas sabem que psicodélicos como a psilocibina provocam seus efeitos principalmente através do receptor de serotonina 5-HT 2A. [9] Os resultados dos estudos acima indicam que a presença, ausência e combinação de hormônios femininos afetam a ligação ao 5-HT 2A de várias maneiras. Portanto, é possível que o efeito séptico dos compostos psicodélicos seja diferente nas mulheres. Pesquisas adicionais sobre os efeitos dos psicodélicos no ambiente único do corpo feminino começariam a desvendar o mistério.

Fonte:

https://psychedelicreview.com/female-hormones-5-ht2a-receptors-and-psychedelics

Referências:

  1. Carlini EA, Karniol IG, Renault PF, Schuster CR. Effects of Marihuana in Laboratory Animals and in Man. British Journal of Pharmacology. 1974;50(2):299-309. doi:10.1111/j.1476-5381.1974.tb08576.x
  2. Russo EB. Taming THC: potential cannabis synergy and phytocannabinoid-terpenoid entourage effects. British Journal of Pharmacology. 2011;163(7):1344-1364. doi:10.1111/j.1476-5381.2011.01238.x
  3. Fink G, Sumner BEH, Rosie R, Grace O, Quinn JP. Estrogen control of central neurotransmission: Effect on mood, mental state, and memory. Cell Mol Neurobiol. 1996;16(3):325-344. doi:10.1007/BF02088099
  4. Moses EL, Drevets WC, Smith G, et al. Effects of estradiol and progesterone administration on human serotonin 2A receptor binding: a PET study. Biological Psychiatry. 2000;48(8):854-860. doi:10.1016/S0006-3223(00)00967-7
  5. Chhibber A, Woody SK, Rumi MAK, Soares MJ, Zhao L. Estrogen receptor β deficiency impairs BDNF–5-HT2A signaling in the hippocampus of female brain: a possible mechanism for menopausal depression. Psychoneuroendocrinology. 2017;82:107-116. doi:10.1016/j.psyneuen.2017.05.016
  6. Rybaczyk LA, Bashaw MJ, Pathak DR, Moody SM, Gilders RM, Holzschu DL. An overlooked connection: serotonergic mediation of estrogen-related physiology and pathology. BMC Womens Health. 2005;5:12. doi:10.1186/1472-6874-5-12
  7. Birzniece V, Johansson I-M, Wang M-D, Bäckström T, Olsson T. Ovarian hormone effects on 5-hydroxytryptamine(2A) and 5-hydroxytryptamine(2C) receptor mRNA expression in the ventral hippocampus and frontal cortex of female rats. Neurosci Lett. 2002;319(3):157-161. doi:10.1016/s0304-3940(01)02570-8
  8. Barnes NM, Sharp T. A review of central 5-HT receptors and their function. Neuropharmacology. 1999;38(8):1083-1152. doi:10.1016/S0028-3908(99)00010-6
  9. Madsen MK, Fisher PM, Burmester D, et al. Psychedelic effects of psilocybin correlate with serotonin 2A receptor occupancy and plasma psilocin levels. Neuropsychopharmacology. January 2019:1. doi:10.1038/s41386-019-0324-9

Recomendações:

 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Estatísticas dos Fóruns

    1.765
    Tópicos
    15.121
    Posts
  • Estatísticas de Usuários

    9.481
    Membros
    149
    Recorde Online
    Sadra Lima
    Membro Mais Novo
    Sadra Lima
    Registro em
×